Direito de imagem: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/1/14/Aesculus_hippocastanum_fruit.jpg

  Publicado em: 11/01/2021
  Alterado em: 26/07/2021
Vizualizações: 3060
Número de cadastro: 3

Deseja receber informações sobre plantas medicinais no seu email?


NOME BOTÂNICO:
Aesculus hippocastanum L.
FAMÍLIA:
Hippocastanaceae
NOME POPULAR:
Castanha-da-índia.
DESCRIÇÃO BOTÂNICA:
O castanheiro-da-índia é uma árvore robusta até 25 metros de altura, com copa enorme e abobadada. O seu fruto designa-se como castanha-da-índia, é usado pela medicina popular contra problemas de circulação sanguínea. Ritidoma fissurado em grandes placas destacáveis. Folhas com 5-7 folíolos. Folíolos obovados, acunheados na base, duplamente serrados, glabros por cima, tomentosos por baixo. Flores em panículos cilíndricas ou cónicas. Fruto espinhoso, globoso, com uma só semente arredondada ou com 2-3 achatadas.
FITOQUÍMICA:
Escina; outras saponinas (afrodescina, argirescina, criptoescina); taninos (ácido esculitânico, epicatequina, leucocianidina, leucodelfinina); pectina; leuceantocianina; potássio; óleo volátil; cálcio; fósforo; flavonóides (canferol, quercetina, rutina, astragalin e quercetina); heterosídeos cumarínicos (fraxina, escopolina, aesculetina, esculosídeo e esculina); óleos fixos (ácidos oléico, linoléico, palmítico, esteárico, e linolênico), bases nitrogenadas (guanina, adenina, e adenosina); alcalóides imidazólicos (alantoína); aminoácidos (arginina); ácidos orgânicos (cítrico, úrico); resina; vitaminas (B, K1, C, caroteno e pró-vitamina D); proteínas e açúcares.
MARCADOR:
Aescina
ALEGAÇÕES:
Fragilidade capilar, insuficiência venosa (hemorróidas e varizes).
PARTE UTILIZADA:
Sementes com casca.
VIA DE ADMINISTRAÇÃO:
Oral.
USO:
Adulto.
POSOLOGIA E FORMA DE USAR:
Decocção: 1,5g (1/2 colher de sopa) em 150 mL (xícara de chá). Utilizar 1 xícara de chá 2 vezes ao dia, logo após as refeições.
FORMULAÇÕES CASEIRAS:
Fragilidade capilar; circulação venosa deficiente; fragilidade venosa (flebites, varizes e tromboflebites); hemorróidas externas e internas; fissuras ou fístulas anais:
RECEITA 1; em 1 xícara (chá), coloque 1 colher (café) do pó e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome 1 xícara (chá), 2 vezes ao dia.
RECEITA 2; coloque 1 colher (sopa) do pó em 1 xícara (chá) de álcool de cereais a 60%. Deixe em maceração por 5 dias e coe. Tome 1 colher (café), diluído em um pouco de água, de 2 a 3 vezes ao dia.
Hemorróidas externas e internas fissuras ou fístulas anais; oxiúros (prurido anal e vaginal): coloque 1 colher (sopa) do pó e 3 colheres (sopa) de folha da carrapateira (mamona) fatiada em 1/2 litro de água em fervura. Desligue o fogo, espere amornar e coe. Faça banhos de assento, 2 vezes ao dia.
Fragilidade venosa (flebites, varizes e tromboflebites); úlceras varicosas: coloque 1 colher (sopa) do pó e 2 colheres (sopa) de folhas de hamamélis fatiadas em 1/2 litro de água em fervura. Desligue o fogo e coe. Aplique no local afetado, em forma de cataplasma, de 2 a 3 vezes ao dia.
CONTRAINDICAÇÕES:
Não utilizar na gravidez, lactação, insuficiência hepática e renal, como também em casos de lesões da mucosa digestiva em atividade.
EFEITOS ADVERSOS:
Altas doses podem causar irritação do trato digestivo, náusea e vômito.
CURIOSIDADE E INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES:
Não utilizar junto com anticoagulantes.
REFERÊNCIAS:
ALONSO, JR, Tratado de fitofármacos y nutraceuticos. Ed. Corpus. 2004.
BLUMENTHAL, M.; GOLDBERG, A.; BRINCKMANN, J. Herbal medicine - Expanded commission E monographs. 1.ed. Newton, MA, EUA: American Botanical Council. 2000. 519p.
BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução da Diretoria Colegiada n. 10, de 9 de março de 2010. Dispõe sobre a notificação de drogas vegetais junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Diário Oficial [da] União da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 10 mar. 2010d. Não paginado. Disponível em: . Acesso em: 26 jul. 2021.
CARDOSO, CMZ. Manual de controle de qualidade de matérias - primas vegetais para farmácia magistral. Pharmabooks. 2009.

Compartilhe!