Direito de imagem: https://4.bp.blogspot.com/-S5MslLTOqXg/TyWgaJU9kBI/AAAAAAAAMPw/C5XgllH_XAE/s1600/purshiana1b.jpg

  Publicado em: 09/03/2021
  Alterado em: 26/07/2021
Vizualizações: 2951
Número de cadastro: 53

Deseja receber informações sobre plantas medicinais no seu email?


NOME BOTÂNICO:
Rhamnus purshiana DC.
FAMÍLIA:
Rhamnaceae.
NOME POPULAR:
Cáscara-sagrada.
DESCRIÇÃO BOTÂNICA:
Árvore de 3 a 6 m de altura, com galhos erguidos e sem espinhos. Folhas alternas, largas, ovaladas e de bordas dentadas. As flores são pequenas, brancas e dispostas em buquês. O fruto é uma baga dura, de cor escura, contendo 3 sementes delgadas e membranosas. Floresce nos meses de abril a julho. A casca do tronco e dos ramos tem um odor fraco, e seu sabor é mucilaginoso, amargo e nauseante. É recolhida por meio de incisões com ferramentas apropriadas, nos períodos da primavera e verão.
FITOQUÍMICA:
Glicosídeos antraquinônicos; amido; açúcares; mucilagens; gorduras; fermentos; sais minerais.
MARCADOR:
Cascarosídeo.
ALEGAÇÕES:
Constipação intestinal eventual.
PARTE UTILIZADA:
Casa.
VIA DE ADMINISTRAÇÃO:
Oral.
USO:
Adulto.
POSOLOGIA E FORMA DE USAR:
Decocção: 0,5g (1 colher café) em 150ml (xícara de chá). Utilizar de ½ a 1 xícara de chá, antes de dormir.
FORMULAÇÕES CASEIRAS:
Purgativo: coloque 1 colher (sopa) de pó em 1 xícara (chá) de água. Deixe em maceração por 6 horas e coe. Tome à noite, antes de deitar, 1 xícara (chá). No dia seguinte, procure evacuar antes de sair de casa.
Digestivo: coloque 5 colheres (sopa) de pó em 1 garrafa de vinho branco. Deixe em maceração por 10 dias e filtre em coador de papel. Tome 1 cálice todas as noites, antes de deitar.
Ativador da função hepática: coloque 2 colheres (sopa) de pó em 1 xícara (chá) de álcool de cereais a 70%. Deixe em maceração por 10 dias. Coe e armazene em um recipiente de vidro escuro. Tome 1 colher (chá), diluído em um pouco de água, 30 minutos antes das principais refeições.
Suco laxante: coloque 1/2 colher (café) de pó em 1 copo de suco de laranja ou de mamão. Misture bem. tome de manhã em jejum.
Suco purgante: coloque 1 colher (chá) de pó em 1 copo de suco de laranja ou de mamão. Misture bem. Tome à noite, antes de deitar. No dia seguinte, procure evacuar antes de sair de casa.
CONTRAINDICAÇÕES:
Não deve ser utilizado por pessoas com obstrução intestinal, refluxo, inflamação intestinal aguda (doença de Crohn), colite, apendicite ou dor abdominal de origem desconhecida, pacientes com histórico de polipos e intestinal. Não utilizar durante lactação, gravidez e em menores de 12 anos.
EFEITOS ADVERSOS:
Pode ocorrer desconforto no trato gastrintestinal, principalmente em pacientes com cólon irritável, além de mudança de coloração na urina.
Não fazer uso crônico (mais de 1 semana). O uso contínuo pode promover diarréia, perda de eletrólitos e dependência.
CURIOSIDADE E INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES:
Não deve ser utilizada de imediato, após a colheita. A casca deve sofrer á um processo de secagem e ser usada só 1 ano após o armazenamento.
A casca seca e o pó devem ser adquiridos em herbanários.
O uso dentro das doses indicadas não tem contraindicação. Entretanto, o paciente deve ingerir alimentos à base de fibras celulósicas e pectinas.
REFERÊNCIAS:
BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução da Diretoria Colegiada n. 10, de 9 de março de 2010. Dispõe sobre a notificação de drogas vegetais junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Diário Oficial [da] União da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 10 mar. 2010d. Não paginado. Disponível em: . Acesso em: 26 jul. 2021.
OMS. Organização Mundial da Saúde. WHO monographs on selected medicinal plantas. Vol. 2. 2004.
WITCHL, M et al. Herbal drugs and phytopharmaceuticals. A handbook for practice on a scientific basis. 3 ed. Medpharm. CRC Press. Washington. 2004.

Compartilhe!