Direito de imagem: https://www.gazetasaomateus.com.br/wp-content/uploads/2019/10/como-plantar-abacaxi-1-905x613.jpg

  Publicado em: 06/09/2021
  Alterado em: 20/09/2021
Vizualizações: 1553
Número de cadastro: 78

Deseja receber informações sobre plantas medicinais no seu email?


NOME BOTÂNICO:
Ananas comosus L. Merr.
FAMÍLIA:
Bromeliaceae
NOME POPULAR:
Abacaxi, ananás.
DESCRIÇÃO BOTÂNICA:
Planta perene, herbácea, de folhagem espinhenta, quase acaule, de 60-90 cm de altura, nativa do Brasil, principalmente nos cerrados do Brasil Central. Folhas longas e canaliculadas com espinhos nas margens, dispostas em roseta na base da planta. Flores de cor lilás, com brácteas vermelhas, dispostas num racemo denso na extremidade de longo pendão floral. Após a fecundação, os frutos jovens se fundem na infrutescência, formando um fruto composto, que é o "abacaxi" comestível. Multiplica-se pelos brotos do ápice dos frutos e pelas brotações da base.
FITOQUÍMICA:
Enzimas (bromelina); açúcares; sais minerais; ferro; cálcio; vitaminas; ácidos orgânicos (cítrico, málico e tartárico).
MARCADOR:
Informação não encontrada na literatura citada.
ALEGAÇÕES:
Indicado para problemas das vias respiratórias (bronquite e tosse catarral).
PARTE UTILIZADA:
Fruto.
VIA DE ADMINISTRAÇÃO:
Interno.
USO:
Adulto.
POSOLOGIA E FORMA DE USAR:
Fruto.
FORMULAÇÕES CASEIRAS:
Afecções das vias respiratórias (bronquites e tosse catarral): em um pilão, coloque 2 colheres (sopa) de fruto pica do e l xícara (chá) de água. Amasse bem, coe e acrescente 1 colher (sopa) de mel e 10 gotas de própolis. Tome 1 colher (sopa), 3 vezes ao dia. Para crianças dar somente metade da dose.
Afecções da pele (acne, espinhas, cravos e comedões): em um pilão, coloque pedaços do fruto, amasse bem e coe, espremendo o resíduo. Em 1 xícara (café) desse suco, adicione 1 colher (sopa) de levedura de cerveja. Misture, até adquirir uma consistência homogênea. Lave a parte lesada, enxugue e aplique essa pasta, espalhando muito bem. Quando se tornar esbranquiçada, lave novamente com água fria. Pode ser aplicado de manhã ou à noite. Repita a aplicação, até o completo desaparecimento
das afecções.
Psoríases; psoríase vermelha; psoríase escamativa; esclerodermias; feridas; úlceras; chagas: em um pilão, coloque 2 colheres (sopa) de fruto picado e 1 colher (sopa) de farinha de trigo ou de arroz. Amasse bem, até adquirir uma consistência homogênea. Aplique essa pasta nas partes afetadas do corpo. Deixe agir por 15 minutos e após, lave normalmente. Aplique, em seguida, um creme cicatrizante de guaçatonga ou confrei.
Máscara rejuvenescedora: em um pilão, coloque 2 colheres (sopa) de fruto picado, 2 colheres (sopa) de farinha de arroz e 1 colher (sopa) de farinha de trigo. Amasse bem, até ficar uma pasta de consistência homogênea. Lave o rosto e aplique essa pasta, evitando a região dos olhos. Deixe ficar por 20 minutos e retire com água morna. Pode ser aplicado de manhã ou à noite. Repita a aplicação, 2 vezes na semana, até obter o sucesso desejado.
Digestivo; diurético: coma 1 ou 2 fatias de abacaxi, de preferência, 30 minutos antes das principais refeições.
CONTRAINDICAÇÕES:
Informação não encontrada na literatura citada.
EFEITOS ADVERSOS:
Informação não encontrada na literatura citada.
CURIOSIDADE E INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES:
A bromelina é uma enzima proteolítica encontrada no talo (rizoma) do abacaxi, mas está presente também, no fruto, folha e coroa. Atua nas feridas retirando as células mortas e facilitando a cicatrização. É a renovação celular. Quando associada a antibióticos, aumenta o poder terapêutico do mesmo. Com o amadurecimento do fruto a bromelina não desaparece.
Na culinária, é utilizado como amaciante de carnes.
O seu nome provém do tupi-guarani "Iba-kati", ou seja, fruto que exala aroma penetrante.
REFERÊNCIAS:
LORENZI, H.; MATOS, F.J.A Plantas medicinais no Brasil. Nativas e exóticas. ed. Nova Odessa: Instituto Plantarum, 2002.
PANIZZA, Sylvio. Plantas que curam: cheiro de mato. 4. ed. São Paulo: IBRASA, 1997. 279 p

Compartilhe!